Economía

Penela Pitch traz novo formato ao FDE de Penela

Publicado em Atualizado em

No passado dia 28 de Novembro decorreu a 9ª edição do Fórum de Desenvolvimento Económico de Penela, com novo formato. A edição deste ano contou novamente com o apoio da FNABA (Federação Nacional da Associação de Business Angels) na organização do evento.

O presidente da câmara municipal, na sessão de abertura do FDE começou por classificar Penela como “um Concelho que representa a matriz sociodemográfica e económica de dois terços de Portugal.Territórios de baixa ou baixíssima densidade demográfica.

No entanto, Luís Matias acredita que “quando olhamos para os territórios de baixa densidade, enquanto uns teimam perspectivar apenas pelo preconceito da ruralidade, do subdesenvolvimento, da desertificação e da inércia nós vemos um espaço com um horizonte ilimitado e um inquestionável património que deve ser valorizado e que é gerador de oportunidades de negócio e de riqueza.Reforça, “É imperioso um olhar critico para tudo o que temos, e que tantas vezes ignorámos ou desvalorizámos, construindo a partir daí novas utilidades e desenhando novos modelos de desenvolvimento, envolvendo o público e o privado em verdadeiras parcerias.

O autarca penelense conclui que “Portugal precisa destes territórios, como Penela, que têm recursos que são necessários e relevantes para o todo nacional e que devem ser valorizados e capitalizados em favor de um processo de desenvolvimento sustentável e que estimule uma maior interação da economia com o território, o reforço da atratividade e da competitividade territorial, a promoção da capacidade de iniciativa e de empreendimento, o incentivo à criatividade e à inovação e, como é essencial, a melhoria dos níveis de eficiência coletiva, através da densificação das redes de cooperação institucional, empresarial e socioeconómica.”

Dirigido a empresários e investidos, o Fórum de Desenvolvimento Económico apresentou pela primeira vez, o Penela Pitch. Cinco ideias negócio foram apresentadas de forma muito convincente, estruturada e marcante, num máximo de sete minutos a três Bussiness Angels acompanhados de uma plateia cheia.

Seguiu-se o painel “Horizonte 2020: Que oportunidades para os territórios de baixa densidade?” debatido por Joaquim Filicio da CCDR-C, Alexandra Lopes, Gestora Adjunta do PDR e Paulo Fernandes da Associação Nacional de Municípios Portugueses.

À noite, a organização convidou os participantes um debate de ideias “Portugal, a ilusão ou o futuro?” acompanhado por uma prova de vinho Terras de Sicó, que decorreu no Hotel Duecitânia.

António Saraiva, Presidente da CIP e Carlos Silva, Secretário-Geral da UGT foram os protagonistas da noite neste painel de encerramento que contou com a moderação de João Luís Sousa, Director do Vida Económica, onde a plateia composta por empresários do concelho e da região manifestou o seu interesse e participação sobre o tema em debate.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Mais dois convidados no Fórum de Desenvolvimento Económico

Publicado em Atualizado em

Mais duas confirmações na edição deste ano do Fórum de Desenvolvimento Económico de Penela para o painel de encerramento.

Nuno Ribeiro, Gestor para Portugal da FABERNOVEL e José Vital Morgado, Vogal Executivo da AICEP fecham o painel de encerramento cujo tema é “A economia, o financiamento e o Estado“.

Saiba mais sobre os nossos convidados aqui e não se esqueça de consultar o programa completo. Faça já a sua inscrição!

António Saraiva, Rui Semedo, Augusto Mateus e Leitão Amaro confirmados!

Publicado em Atualizado em

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na edição deste ano, o Fórum de Desenvolvimento Económico de Penela volta ser referência na região centro com temáticas a marcar a actualidade.

Até ao momento, podemos revelar a confirmação de António Saraiva (Presidente da CIP), Rui Semedo (Presidente do Banco Popular Portugal), Augusto Mateus (Economista), Leitão Amaro (Secretário de Estado da Administração Local) e Pedro Saraiva (Presidente da CCDR-C).

Saiba mais sobre os nossos convidados aqui e não se esqueça de consultar o programa completo. Faça já a sua inscrição!

Fórum de Desenvolvimento Económico foi um sucesso!

Publicado em

FDE 2012 – Painel de Encerramento

 

No passado sábado, dia 10, ocorreu a 7ª edição do Fórum de Desenvolvimento Económico de Penela no Auditório Municipal. A edição este ano contou novamente com o apoio da FNABA (Federação Nacional da Associação de Business Angels) na organização do evento.

Esta edição do Fórum – já reconhecido como um dos eventos mais importantes da região – para além de fazer uma abordagem à economia e ao desenvolvimento na perspectiva macro económica, permitiu também apresentar um conjunto de redes de cooperação onde o Municipio de Penela está inserido e perspectivar o horizonte 2020 no desenho do próximo quadro de comunitário de apoio.

A estratégia das redes de cooperação de Penela e do Pinhal Interior Norte na próxima década”, tema do primeiro painel, contou com a contribuição do coordenador técnico da ADXTUR – Agência de Desenvolvimento da Rede das Aldeias de Xisto, Rui Simão, reforçando o papel do investimento público na alavancagem do investimento privado em todas as aldeias da rede e na forma como este potenciou a rede, dando-lhe escala. De tal forma que o número de dormidas no território no ano passado tivesse alcançado as 33 mil dormidas num total de apenas 300 camas, o que demonstra o elevado potencial de atractividade deste território.

Ainda neste painel, Rui Rocha, Coordenador do PROVERE Villa Sicó, elucidou sobre o papel que o Villa Sicó representa na promoção deste activo histórico deixado pelos romanos a nível internacional e que o mesmo deve ser alvo de atenção por todos os agentes envolvidos no território.

Por seu lado, Luís Matias, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Penela e represente da Presidência da Agência de Promoção para os Castelos e Muralhas Medievais do Mondego, apresentou o trabalho desenvolvido no âmbito da rede, reforçando a importância da valorização dos produtos endógenos potenciando a sua diversidade de forma sustentada, numa atitude permanentemente inovadora e empreendedora, capaz de fortalecer desde inicio a cadeia de valor.

Durante a tarde os participantes tiveram o privilégio de ouvir, 3 opiniões distintas sobre os desafios do próximo quadro comunitário de apoio no painel “Horizonte Europa 2020 – Desafios do novo quadro comunitário de apoio?”.

Pedro Saraiva, Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Centro (CCDR-C) apresentou as prioridades estratégicas para a Região Centro no âmbito do próximo quadro de comunitário de apoio e estabeleceu como meta: a economia da Região Centro a representar 20% do PIB e uma taxa de desemprego inferior à média nacional.

O painel contou ainda com a presença do Presidente do IFDR – Instituto Financeiro para o Desenvolvimento Regional, José Santos Soeiro, que nos deu o enquadramento sobre as negociações para o próximo quadro comunitário. O painel terminou com uma visão do mundo empresarial sobre os requisitos que o próximo quadro comunitário de apoio deve cumprir no apoio às PME através do Presidente do Clube de Empresários de Coimbra, António Henriques.

A fechar este fórum, sob o tema “Portugal amanhã – apostar na economia produtiva?”, João Duque, Presidente do ISEG – Instituto Superior de Economia e Gestão, frisou que a economia nacional precisa de um “ajustamento forte” no padrão de consumo das pessoas e na sua capacidade de produção, nomeadamente para a exportação.

“As exportações estão a ter um comportamento a meu ver inimaginavelmente bom. Devo dizer-vos que a diferença entre exportações e importações nunca teve, desde o 25 de abril, qualquer parecença com aquilo que se verificou nos últimos 12 meses”, sublinhou.

Depois do programa ajustamento a que Portugal está sujeito, João Duque considerou que dentro de ”10 a 15 anos” a economia portuguesa será “uma economia de oportunidades” e um espaço interessante para se instalarem empresas para produzirem para o mercado internacional.

O painel contou ainda com a participação de José António Barros, Presidente da AEP – Associação Empresarial de Portugal que manifestou a sua preocupação para o investimento estratégico que será necessário fazer para aproveitar o actual porto de Sines como uma plataforma logística de extrema importância, servindo de porta de entrada de produtos na Europa, cujo motor se torna essencial para as exportações portuguesas e para o aproveitamento da abertura a curto prazo do canal do Panamá.

O painel encerrou com a comunicação de Luís Filipe Costa, Presidente do IAPMEI – Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação, que nos deu a importância do apoio do Estado nos sectores ligados à economia produtiva e importância do Sistema de garantia mútua português no financiamento às PME exportadoras.

A realização do Fórum de Desenvolvimento Económico enquadra-se no conjunto de iniciativas que o Município de Penela, enquanto ator de desenvolvimento, vem desenhando para a valorização do território concelhio e regional. Sendo considerado pelo Presidente da Câmara Municipal de Penela, António Alves, como “um evento de cariz regional do qual nos orgulhamos” e cuja missão é “trazer a debate temas pertinentes e atuais que nos perspectivem apontar um caminho para o futuro!”.

José António Barros e Luís Filipe Costa fecham o último painel

Publicado em

José António Barros, Presidente da AEP – Associação Empresarial de Portugal e Luís Filipe Costa, Presidente do IAPMEI – Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e Inovação, confirmaram presença na 7ª Edição do Fórum de Desenvolvimento Económico de Penela.

Não perca a oportunidade de se juntar a nós no próximo dia 10 de Novembro! Faça já a sua inscrição, entrada gratuita!

Relembramos que neste painel, contará com a presença de João Duque cujo tema é “Portugal amanhã – apostar na economia produtiva?“.

João Duque confirma presença em Penela

Publicado em

No próximo dia 10 de Novembro, João Duque estará connosco para nos transmitir as suas reflexões sobre o actual contexto macroeconómico de Portugal.

Não perca, e faça a sua inscrição (entrada gratuita) o mais rápido possível.

João Luís Correia Duque é professor catedrático e presidente do Instituto Superior de Economia e Gestão.

Licenciou-se em Organização e Gestão de Empresas pelo ISEG, Universidade Técnica de Lisboa em 1984, obteve o grau de doutor em 1994 pela Manchester Business School com a tese “The Meaning of Implied Volatility in Pricing Stock Options Traded in Options Markets”, e em 2009 tomou posse como Presidente do ISEG, sucedendo a António Mendonça, até 2012.

Para além das actividades académicas, João Duque também escreve a coluna Confusion de confusiones no Expresso, uma outra coluna para o Diário Económico, e é um dos membros do painel permanente do programa Plano Inclinado no canal de televisão português SIC Notícias.